Filmes da “ Uma Pedra No Sapato” ao Seu Dispor nos Videoclubes

Os filmes desta produtora, que está a estrear em sala três novas curtas metragens, já estão todos no videoclube da MEO, NOS, VODAFONE e NOWO!

Se gosta de cinema português e, especialmente, de documentários, esta proposta é para si!

Os filmes disponíveis são:

Li Ké Terra
de Filipa Reis, João Miller Guerra e Nuno Baptista, Doc, 56 min, 2010

Orquestra Geração
de Filipa Reis e João Miller Guerra, Doc, 63 min, 2011

Bela Vista
de Filipa Reis e João Miller Guerra, Doc, 30 min, 2012

Cama de Gato
de Filipa Reis e João Miller Guerra, Ficção do real, 57 min, 2012

Fragmentos de uma Observação Participativa
de Filipa Reis e João Miller Guerra, Doc, 32 min, 2013

O Indispensável Treino da Vagueza
de Filipa Reis e João Miller Guerra, Doc, 45 min, 2014

Fora da Vida
de Filipa Reis e João Miller Guerra, Doc, 35 min, 2015

O Caso J
de José Filipe Costa, Ficção, 20 min, 2016

A Vida Aqui Está Vista?
de Filipe Carvalho, Doc, 30 min, 2018

A UMA PEDRA NO SAPATO, foi fundada em 2008 pelos realizadores Filipa Reis e João Miller Guerra, investe em filmes de ficção e documentários criativos, com o objetivo de produzir obras com impacto além-fronteiras, com estreias mundiais nos principais festivais internacionais (Cannes, Berlim, Veneza, Locarno, Roterdão, IDFA, Cinema du Réel, FIDMarseille, IDFA, DOKLeipzig, Clérmont-Ferrand), distribuição comercial nacional e internacional, difusão em TV e distribuição mundial através de VOD.
A UMA PEDRA NO SAPATO está a desenvolver as novas co-produções internacionais de longa-metragem dos realizadores Miguel Gomes, Marco Martins, Margarida Cardoso, Filipa Reis e João Miller Guerra, Leonor Teles, José Filipe Costa, André Gil Mata, Paulo Abreu e dos talentos emergentes Sofia Bost, Duarte Coimbra e Mónica Lima.

Do seu curriculum, destacam-se alguns prémios e selecções em festivais internacionais, nomeadamente: o Urso de Ouro na Berlinale Shorts e Firebird Award em Hong Kong para “Balada de um Batráquio”, de Leonor Teles; os prémios SCAM Internacional no Cinema du Réel, Melhor Primeira Obra Internacional no Festival Mar del Plata e de Melhor Documentário no Málaga IFF para “Terra Franca”, de Leonor Teles; o prémio FIPRESCI no Uruguay IFF para “Djon Africa”, co-produção internacional de Filipa Reis e João Miller Guerra, que teve estreia na Competição Tiger Awards do Roterdão IFF; “Dia de Festa” de Sofia Bost estreou na Semana da Crítica de Cannes; “Prazer, Camaradas!” de José Filipe Costa estreou no Festival de Locarno e “Cães que Ladram aos Pássaros”, de Leonor Teles que teve estreia mundial na Competição Orizzonti do Festival de Veneza, de onde saiu candidato aos European Short Film Awards 2019.