Almirante Reis

Fernando Vendrell, ficção, Portugal, 2002, 18'

Um escritor que escreve numa folha sempre em branco, um Pai Natal que nas horas vagas é chulo, um polícia com profundas convicções, uma mulher que ama e pretende ser amada, um empregado com ideais perturbadores, uma senhora só. As pessoas de sempre numa rua da baixa de Lisboa. Era uma vez a solidão, o amor e a raiva.

Fotos