O Cinema Ajuda-nos a Crescer | Cinema para a Juventude

O que é?

É um programa especialmente pensado para os alunos do 3.º ciclo e do Secundário.
Através do visionamento de filmes criteriosamente escolhidos, procura criar momentos de debate com os alunos, ajudando-os a reflectir sobre assuntos fundamentais para o seu crescimento enquanto seres humanos e cidadãos conscientes.
Os filmes abordam diferentes questões como: O assédio sexual online; A gravidez na adolescência; A emigração; As funções e “obrigações” da Escola e da família; Lidar com a ausência (morte) de um dos progenitores; O “bullying” – o papel dos pais, dos professores e da Escola; A Adolescência – o amor, a amizade, a aceitação, o grupo, a descoberta da sexualidade; A identidade racial, cultural e familiar; A igualdade, discriminação e o preconceito; As dinâmicas familiares – pais e filhos; O ambiente e a sustentabilidade; O Rio Tejo e a importância dos cursos de água;

Como funciona?

Cada uma destas sessões, que consiste na apresentação dos filmes e na reflexão sobre os mesmos, será animada por um elemento da Zero em Comportamento e terá a duração mínima de 1 hora e máxima de 2 horas (de acordo com a organização escolar e com a duração dos filmes).
As escolas apenas necessitam de assegurar a existência de um auditório com condições mínimas para o visionamento dos filmes.
Cada um dos filmes a apresentar será acompanhado por um dossier pedagógico que ajudará os professores a trabalhar os filmes com os alunos, posteriormente em contexto de sala de aula.
As escolas/professores que nos quiserem receber necessitam de enviar-nos um email para servicoeducativo@zeroemcomportamento.org indicando o seu interesse.

Quais as escolas?

As escolas de ensino secundário e de 3.º ciclo (públicas e privadas) da Área Metropolitana de Lisboa (Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra e Vila Franca de Xira)

Quais os filmes?

17 RAPARIGAS
À SOLTA NA INTERNET
AS MÃOS NO AR
DESCULPA!
DESPERDÍCIO DESPERDIÇADO
ESPERO TUA (RE)VOLTA
KAUWBOY – O RAPAZ E O PÁSSARO
LEROY
LIMIAR
MAR URBANO LISBOA
MELHORES AMIGAS
MONTADO – O BOSQUE DO LINCE IBÉRICO
O BANDO DOS CROCODILOS
O FIM DA CARNE
O MITO AMERICANO DE DORMIR FORA
O NOSSO CÔNSUL EM HAVANA
PATRIARCADO, UMA HISTÓRIA POR ACABAR
QUE ESTRANHA FORMA DE VIDA
RAPARIGAS / MUSEU
SALMA
SER E TER
STOP – ZEMLIA – SE NÃO ARRISCARES NUNCA SABERÁS
UM OCEANO DE PLÁSTICO

DEPOIMENTOS DE PROFESSORES

“Agradeço a iniciativa do “cinema vai à escola”, é uma mais-valia para os alunos e poderem ter acesso a documentários de qualidades, com um enquadramento teórico e um debate reflexivo sobre os vários temas em questão. Pensar as questões do mundo contemporâneo e colocar os alunos a pensar criticamente é fundamental numa escola que se quer inclusiva e de qualidade.

Obrigada, pela vossa iniciativa e espero que ela possa ter continuidade nos próximos anos letivos.”

Professora Nazaré Barros
Escola Secundária de Dona Luísa de Gusmão, Agrupamento de Escolas Nuno Gonçalves (Lisboa)

 

“Os alunos manifestaram grande interesse sobre o filme visualizado “Desculpa – Uma História de Bullying”, tendo realizado questões pertinentes e adequadas relativamente ao mesmo. Sendo este um tema que importa sempre abordar com os alunos da nossa escola e que integra alguns dos temas da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, a visualização desta longa metragem foi uma mais valia, a qual pode servir como ponto de partida para uma reflexão em grupo turma em contexto de sala de aula. Foi, em suma, uma experiência muito enriquecedora tanto para os alunos, como para os docentes que acompanharam a sessão”.

Professor Luís Miguel Santos
Escola Básica do Alto do Lumiar, Agrupamento de Escolas do Alto do Lumiar, (ATV – Académico de Torres Vedras), Produtor e Programador Cultural

 

“A Escola Básica e Secundária Professor Armando de Lucena, na Malveira, recebeu a Associação Zero em Comportamento, na semana em que, justamente, comemorávamos o Dia Mundial do Cinema, para duas sessões distintas que envolveram quase 200 alunos: numa visionámos a série de curtas-metragens que constituem o programa “Já não sou uma criança” e, na segunda, esgotámos os 117 lugares do auditório para o visionamento do filme “17 raparigas”.

O nosso público foi unânime em considerar os “temas extremamente interessantes”, discutiram as mensagens, criticaram as abordagens adotadas, descobriram intenções e sugeriram outras temáticas a trazer… Relacionaram-se com os filmes de uma forma diferente do que estão habituados, mas não hesitaram em avaliar positivamente a experiência, referindo que “Definitivamente, é uma experiência a repetir!

Cá vos esperamos para mais filmes!”

Professora Telma Félix
Escola Básica e Secundária Professor Armando de Lucena, Agrupamento de Escolas Professor Armando de Lucena

 
“De uma forma geral, o visionamento do filme À SOLTA NA INTERNET correu satisfatoriamente. Muitos alunos, principalmente alunas, estiveram atentos durante a sessão. No entanto, alguns revelaram falta de maturidade e tiveram de ser advertidos várias vezes.

Mas o documentário é marcante, por ser de certo modo chocante, o que muito certamente já coloca as crianças de sobreaviso quando navegarem na Internet.”

Professor António Duarte
EB23 Pedro Eanes Lobato, Agrupamento de Escolas Pedro Eanes Lobato (Seixal)a