O Grande Kilapy

Zézé Gamboa, ficção, Angola/Portugal/Brasil, 2012, 100'

“O Grande Kilapy*, é a história de um bom malandro angolano no final do período colonial (anos 60/70) inspirada livremente em factos reais. Joãozinho, um vigarista com uma profunda ética de amizade, “bon vivant” a todo o custo é uma pessoa simples, que congrega em si um conjunto de imperativos de “curtição” indiferente às contingências de vida numa colónia portuguesa: cor de pele e preconceito social. Por força das circunstâncias, Joãozinho acaba por se tornar um personagem incómodo, subversivo e politico, para o regime colonial Português.* KILAPY – palavra do dialecto Angolano Kimbundu: golpe, esquema, burla, pedir emprestado sem pagar.”

Fotos
Trailer