O Cinema Ajuda-Nos a Crescer Disponível Gratuitamente

A partir deste mês, este nosso programa, pensado para os alunos e escolas do 3.º ciclo e do Secundário, estará disponível gratuitamente para toda a Área Metropolitana de Lisboa!

O que é?

É um programa especialmente pensado para os alunos do 3º ciclo e do Secundário.
Através do visionamento de filmes criteriosamente escolhidos, procura criar momentos de debate com os alunos, ajudando-os a reflectir sobre assuntos fundamentais para o seu crescimento enquanto seres humanos e cidadãos conscientes.
Os filmes abordam diferentes questões como: O assédio sexual online; A gravidez na adolescência; A emigração; As funções e “obrigações” da Escola e da família; Lidar com a ausência (morte) de um dos progenitores; O “bullying” – o papel dos pais, dos professores e da Escola; A Adolescência – o amor, a amizade, a aceitação, o grupo, a descoberta da sexualidade; A identidade racial, cultural e familiar; A igualdade, discriminação e o preconceito; As dinâmicas familiares – pais e filhos; O ambiente e a sustentabilidade; O Rio Tejo e a importância dos cursos de água; Eça de Queiróz

Como funciona?

Cada uma destas sessões, que consiste na apresentação dos filmes e na reflexão sobre os mesmos, será animada por um elemento da Zero em Comportamento e terá a duração mínima de 1 hora e máxima de 2 horas (de acordo com a organização escolar e com a duração dos filmes).
As escolas apenas necessitam de assegurar a existência de um auditório com condições mínimas para o visionamento dos filmes.
Cada um dos filmes a apresentar será acompanhado por um dossier pedagógico que ajudará os professores a trabalhar os filmes com os alunos, posteriormente em contexto de sala de aula.
As escolas/professores que nos quiserem receber necessitam de preencher este formulário.

Quais as escolas?

As escolas de ensino secundário e de 3.º ciclo (públicas e privadas) da Área Metropolitana de Lisboa.

Quando?

Até ao final do ano lectivo de 2021-2022

Quanto custa?

É gratuito.

Quais os filmes?

À SOLTA NA INTERNET
SWEET THING – INFÂNCIA À DERIVA/a>
17 RAPARIGAS
O FIM DA CARNE
UM OCEANO DE PLÁSTICO
SER E TER
AS MÃOS NO AR
SALMA
DESCULPA!
O MITO AMERICANO DE DORMIR FORA
ESPERO TUA (RE)VOLTA
MAR URBANO LISBOA
O NOSSO CÔNSUL EM HAVANA
DESPERDÍCIO DESPERDIÇADO
QUE ESTRANHA FORMA DE VIDA

Depoimentos de responsáveis locais pela apresentação deste programa

“As sessões de cinema para as escolas com a Zero em Comportamento tem sido uma experiência muito positiva, na qual os professores do concelho da Moita têm participado com interesse, tornando possível a participação de escolas mais distantes, que habitualmente têm maior dificuldade em se deslocar, mas cuja vontade em assistir a estes filmes têm gerado o empenho dos professores. Das várias sessões realizadas até ao momento, num total de cerca de 490 participantes, os professores têm destacado o interesse das temáticas, assim como a possibilidade dos alunos assistirem a filmes que abordam, nalguns casos, mundos diferentes daqueles que conhecem, mas também, noutros, realidades que lhes são bastante próximas e com as quais se identificam, contribuindo para a sua problematização e suscitando a reflexão.”

Sofia Figueiredo
Câmara Municipal da Moita, Divisão de Cultura e Desporto, Fórum Cultural José Manuel Figueiredo

 

“Desde há vários anos que temos utilizado o cinema  em vários projetos da associação, como ferramenta pedagógica, na construção de mundos e olhares sobre o mesmo, desafiando  novos públicos, como abordagem a temáticas de trabalho com a comunidade escolar e nesse sentido, a parceria com a Zero em Comportamento, veio não só trazer uma maior sistematização do trabalho, acesso a filmes que de outra forma não conheceríamos, como também estabelecer um diálogo construtivo sobre o conhecimento de longa data que têm do trabalho com públicos jovens.

Tratando-se um projeto piloto, envolvendo o ATV, o Teatro-Cine de Torres Vedras e a Zero em Comportamento, o Café com Filmes Escolas (nome dado ao projeto em Torres Vedras, uma vez que é um desdobramento do nosso ciclo habitual de cinema que já temos para o público em geral), conseguiu neste primeiro ano superar todas as expetativas, tendo envolvido 9 escolas, 51 professores, 48 turmas e 1872 alunos.
Esperamos que o próximo ano letivo seja ainda melhor.”

Gonçalo Oliveira
(ATV – Académico de Torres Vedras), Produtor e Programador Cultural

 
Parceria Institucional