secundário

Adeus, Mike


Maria Peters, Ficção, Holanda, 2012, 93’

Mike é hospitalizado por muitos meses e quer ir para casa. Mas quando ele tem alta hospitalar, a sua mãe nunca aparece para levá-­ lo para casa. No dia antes do Natal, Mike é enviado para uma instituição infantil. Como irá Mike conseguir celebrar o Natal em casa com a sua mãe?

Fotos
Trailer

Aparição


Fernando Vendrell, Ficção, Portugal, 2017, 115’

Escrito na primeira pessoa, “Aparição” transporta teorias filosóficas relacionadas com o existencialismo. A partir deste momento, Vergílio Ferreira constrói uma história que dificilmente pode ser esquecida e confirma o sucesso internacional de um livro que é considerado um dos dez romances portugueses mais importantes.
Do ponto de vista literário, o romance posiciona-se num momento muito especial da vida de Vergílio Ferreira. Ele tinha escrito as suas primeiras obras envoltas no neorrealismo e neste livro abraça o cariz mais filosófico e profundamente humanista do existencialismo. Esse momento de viragem é determinante para a carreira futura do escritor.

Tema Paixão, Desejo, Culpa, Adolescência, Ingenuidade, Provocação, Violência, Literatura, Existencialismo|

Público-alvo 3.º Ciclo, Secundário, Universidade

Áreas Português, Literatura, História, Filosofia

Assunto
“A transmutação do livro para o filme é impossível. O livro tem uma forma literária, um grau de intimidade com o seu leitor e um grau filosófico e poético. Esse domínio de abstração é, objetivamente, muito difícil de criar num filme. A adaptação tornou-se, para mim, funcional quando fiz a análise do livro e senti que este impregnava momentos e vivências com que o próprio autor se confrontava. Vergílio procurava organizar, em matéria escrita, essas experiências e confrontá-las de uma forma espectral, quase como
fantasmas da sua vida. Essa atitude é muito cinematográfica.”
Fernando Vendrell, realizador

Fotos
Trailer

As Mãos no Ar


Romain Goupil, Ficção, França, 2010, 90'

Quando um colega de carteira vai morar para outra cidade ou, por qualquer outra razão, é obri gado a mudar de escola, deixa sempre um lugar vazio. A sua falta é sentida, mas a vida continua, porque não há nada a fazer, nada de terrível a evitar. O caso de Milana é diferente. Estamos em 2067 e ela relembra um momento marcante da sua infância, que teve lugar há quase 60 anos, em 2009, quando era uma jovem imigrante chechena em Paris. A sua família, como tantas outras, não tinha os documentos em ordem e a ameaça de expulsão do país pairava constantemente sobre as suas cabeças. Quando se dá conta que o pior pode estar prestes a acontecer, o seu grupo de amigos, composto por Blaise, Alice, Claudio, Ali e Youssef, decide reunir esforços e fazer o possível e o impossível para salvar Milana. Enquanto aplicam as suas estratégias primárias para evitar que a deportação aconteça, os adultos fazem aquilo que sabem fazer melhor: preocupam-se. Mas isso não é suficiente para os mais novos. A confirmar a veia militante do realizador, esta é uma história política vivida pelos mais novos, que chama a atenção para o que de humano pode estar em falta na burocracia.

Fotos
Trailer

De Quinta a Domingo


Dominga Sotomayor, Ficção, Chile, Holanda 2012, 96'

Um fim de semana familiar é a proposta deste road-movie. Aquilo que poderia ser um momento íntimo de partilha a quatro é, contudo, manchado pela constatação de que será a última vez que estarão todos juntos. Há dois mundos no carro – o banco de trás que acompanha com pequenas intromissões as nucas quase sempre em tensão dos pais, e o banco da frente que dividido a meias, tenta comunicar para trás apenas o seu lado mais positivo. Há assim, um terreno minado o qual é necessário tactear com cuidado. “Quero dormir cansada” frase cantada no filme, vem atestar o fim da relação, como uma balada de despedida. Embora jovem, Dominga Sotomayor segura o filme com pinças de mestre, revelando cada detalhe com doçura e emoção, criando imagens com sombras, tirando partido de luzes e da paisagem, fazendo-nos penetrar num universo familiar do qual nunca nos sentimos intrusos, nem voyeuristas.

Fotos
Trailer

Desculpa — Uma História sobre Bullying


Dave Schram, Ficção, Holanda, 2013, 95’

Jochem é vítima de bullying pelos seus colegas de escola. O seu amigo David não quer participar, mas tem medo de dizer alguma coisa. Uma manhã o diretor da escola conta à turma que Jochem não voltou para casa depois de uma festa. David sente‐se culpado e juntamente com um amigo vai à procura de Jochem para lhe dizer que está arrependido. Mas será que é tarde demais?

M/12

Tema Bullying

Público-alvo3.º Ciclo, Secundário, Universidade, Professores, Pais

Áreas Sociologia; Psicologia, Educação, Serviço Social, Direito, Formação Cívica, Educação Moral e Religiosa, Artes, Cinema

Assunto
«Não estou a gozar, só a brincar» Onde está a fronteira entre a brincadeira e a agressão? Neste filme encontramos um rapaz que sofre agressões físicas e psicológicas diariamente na sua escola, por causa do seu aspecto físico. A situação intensifica-se de tal modo até que acaba em tragédia.

Trailer
Fotos

Desperdício Desperdiçado


Pedro Serra, Documentário, Portugal, 84 min., 2017

3,6 milhões de kg de comida são desperdiçados diariamente em todo o mundo.
870 milhões de pessoas poderiam ser alimentadas apenas com este desperdício (Dados FAO). 800 milhões de pessoas passam fome no nosso Planeta.
1/3 dos alimentos do Planeta vão parar ao lixo, quando 198mil hectares foram usados para produzir toda esta comida desperdiçada.

Este documentário é sobre estilos de vida individuais com repercussões conscientes no colectivo. Porque do ponto de vista da Natureza não existe desperdício. É a simbiose da vida. Um todo constituído de variáveis interdependentes, cada uma com sua causa e reação.

Freeganismo é um estilo de vida alternativo baseado no boicote ao capitalismo, com vista a diminuir o impacto causado no meio ambiente e rejeitando qualquer forma de exploração humana e animal. Fazem-no através do consumo limitado e consciente de recursos, bem como o resgate (re-aproveitamento) do desperdício. Não por necessidade. Mas por acreditarem que a sociedade produz acima das suas necessidades e possibilidades, com vista a dar continuidade a uma sociedade de consumo e crescimento ilusório.

Trailer

Doutores Palhaços


Hélder Faria e Bernardo Lopes, Documentário, Portugal, 2017, 79’

Onde o sofrimento impera, os DOUTORES especialistas em SORRISOS, avivam a esperança e aliviam a dor aos pacientes, familiares e ao corpo clínico dos hospitais. O documentário acompanha estes profissionais da arte de fazer sorrir numa busca interior: trazer felicidade a quem mais precisa!
Em 2017, a Operação Nariz Vermelho completou 15 anos de existência. Neste filme, iremos descobrir como se impôs e cresceu até aos dias de hoje, sempre mantendo o objectivo de trazer felicidade a quem mais precisa.

Tema A importância humana que o trabalho da Operação Nariz Vermelho tem em todos aqueles que passam por um hospital (crianças, famílias, profissionais de saúde)

Público-alvo 3.º Ciclo, Secundário, Universidade

Áreas Cidadania, Ciências, Medicina, Serviço Social, Enfermagem

Assunto
A história da Associação Operação Nariz Vermelho em 15 anos de existência em Portugal.

Fotos
Trailer

Infância Adolescência, Juventude


Rúben Gonçalves, Portugal, documentário, 2018, 96’

Estes miúdos sonham em tornar-se bailarinos, e entram numa escola em que, à medida que os anos passam e eles crescem, a sua paixão e aptidão para a dança serão testadas.
Ambientado na Escola de Dança do Conservatório Nacional, o filme lida com três momentos:
A entrada na escola e primeiras aprendizagens; o final do 9.º ano, altura em que os alunos têm de tomar uma decisão e o final do processo de aprendizagem com a saída da escola e a descoberta do palco.

M/12

Tema O ensino artístico

Público-alvo 2.º Ciclo, 3.º Ciclo, Secundário

Áreas Ensino artístico, Dança

NOTA INTENÇÕES DO REALIZADOR
Interessou-me explorar neste filme uma fase que me parece ser muito delicada e determinante no percurso de cada um — a infância, a adolescência, e esse momento de transição de uma para a outra, em que as verdadeiras questões se nos começam a colocar.
Penso que a escola – lugar de aprendizagem, por um lado, e lugar onde surgem as primeiras ligações de amizade, por outro – é sempre um factor decisivo nesse processo. À medida que crescemos, sucedem–se, à nossa frente, professores que continuamente expandem o nosso universo. À medida que crescemos, dizem-nos como devemos pensar e comportar-nos; de certa forma, é um processo em que o nosso carácter se molda, e em que intervêm simultaneamente pais e professores. A aprendizagem da dança, área artística que exige precisão, rigor, bem como uma grande disciplina do corpo, pareceu-me pôr em evidência esta questão — o corpo, à medida que se desenvolve, vai-se moldando, através de um contínuo e intenso trabalho no estúdio, num contexto em que é muito forte a proximidade entre colegas, e entre professor e alunos.

Algo que me intrigou quando estive na presença dos alunos da EDCN foi o facto de tão cedo ser exigida uma determinação quanto àquilo que eles pretendem vir a ser no futuro. Os alunos entram, em geral, para o 5.º ano de escolaridade, e saem no final do ensino secundário. Portanto, num momento em que a maior parte dos miúdos da idade deles ainda só tem algumas ideias vagas, por vezes fantasias, quanto ao que deseja vir a ser “quando for grande”, estes alunos têm de responder já, com assertividade, que o futuro deles estará relacionado com a dança. Ora, isto pareceu-me implicar, desde logo, uma invulgar maturidade. De facto, estes miúdos – e à medida que se vão tornando mais velhos isso só se vai acentuando – têm neles, no modo como agem, uma ideia de peso, de gravidade. Como se o seu destino tivesse sido traçado desde muito cedo, sem que haja outra opção. A dança surge no início do filme como uma intuição (na fase de audições, antes de serem admitidos, os alunos explicam que gostariam de se tornar bailarinos um dia), para, à medida que o filme avança, se tornar uma certeza – aqueles que chegam até ao fim do percurso tornam-se bailarinos, encontraram nisso a sua razão de existir.

Esta ideia de uma decisão tão determinante que é tomada quando ainda somos crianças, e praticamente nos desconhecemos, pareceu-me muito forte; aliada a ela surgiu uma outra, a da importância do ritual. Todos os dias estes alunos se encontram no estúdio para aprenderem o que é a dança, que misteriosas relações se podem estabelecer entre os movimentos do corpo e a música (ou com o silêncio), num trabalho que exige uma disciplina imensa e que almeja o domínio da técnica (a partir do qual eles poderão, então, afirmar a sua individualidade enquanto bailarinos, intérpretes) e a excelência. Esta convivência quotidiana entre os alunos, professores e funcionários que compõem o universo da escola gera um grande sentimento de pertença. Os alunos chegam de manhã cedo e permanecem na escola quase até ao anoitecer – a escola torna-se assim uma segunda casa. Os anos sucedem-se, e nesse caminho que os alunos percorrem há vitórias, derrotas, mágoas, momentos em que as forças (e a convicção) falham. Esses momentos vivem-se em grupo, e esta exposição aos outros nos momentos em que surgimos em toda a nossa fragilidade forma ligações muito poderosas. Ao estar na EDCN, a conviver com estes alunos e professores, tive constantemente a sensação de estar perante um universo cujos segredos só eles conhecem.

Fotos
Trailer

Kauwboy – O Rapaz e o Pássaro


Boudewijn Koole, Ficção, Holanda, 2012, 81’

Jojo, um menino de 10 anos de idade, tem uma família difícil: o pai sofre de violentas mudanças de humor e a mãe está sempre ausente. Um dia, Jojo encontra uma gralha bebé, abandonada e leva-a para casa escondida. Através da sua amizade especial com o pássaro e a capacidade de adaptação que só as crianças possuem, Jojo encontra uma maneira de se aproximar do pai.

Fotos
Trailer

Leroy


Armin Völckers, Ficção, Alemanha/Suécia, 2008, 85'

Leroy, um afro-alemão de 16 anos, é demasiado alemão para ser negro. A sua vida complica-se quando conhece os irmãos skinhead da sua namorada Eva.

Fotos
Trailer

O Bando dos Crocodilos


Christian Ditter, Ficção, Alemanha, 2009, 96'

Hannes, de dez anos, vive sozinho com a sua mãe, e quer muito juntar-se ao grupo mais interessante da região, Os Crocodilos. Durante o seu desastroso teste de entrada, vê a sua vida ser salva por Kai, um rapaz imobilizado numa cadeira de rodas. Tal como Hannes, também Kai gostaria de fazer parte do grupo, mas todos acham que ele seria incapaz de fugir se as coisas ficassem complicadas. Contudo, ao assistir a um assalto, Kai torna-se subitamente interessante para o grupo, forçando a entrada de Hannes. Com os novos elementos, Os Crocodilos estão prontos a resolver um emocionante mistério. Baseado num livro de Max von der Grün, este filme foi premiado em inúmeros festivais de cinema para crianças, tornando-se um grande sucesso de público.

Fotos
Trailer

O Mito Americano de Dormir Fora!


David Robert Mitchell, Ficção, EUA, 2010, 93'

Ambientado nas longas estradas, apartamentos de bairro, fábricas abandonadas e lagos que compõem a Metro-Detroit, esta história segue quatro jovens que procuram amor e aventura numa última noite de Verão: Maggie, Rob, Claudia e Scott atravessam caminhos à medida que exploram o país encantado dos subúrbios perseguindo primeiros beijos, paixonetas esquivas, a popularidade e festas. Andam à procura da icónica experiência da adolescência, mas em vez dela descobrem os momentos tranquilos que mais tarde se hão de tornar a face da juventude que vão olhar com nostalgia.

Fotos
Trailer

Salma


Kim Longinotto, Documentário, Reino Unido, Índia, 2013, 89'

Quando Salma, uma jovem muçulmana do sul da Índia, tinha 13 anos, foi trancada pela sua família durante 25 anos, que a proibiu de estudar e a forçou a casar. Durante esse tempo, as palavras foram a salvação de Salma. Ela começou secretamente a compor poemas em pedaços de papel e, por meio de um sistema complexo, foi capaz de os tirar de casa, e levá-los para as mãos de um editor. Contra todas as expectativas, Salma tornou-se a mais famosa poeta Tamil: o primeiro passo para a descoberta de sua própria liberdade e o desafiar das tradições e códigos de conduta na sua aldeia.

Fotos
Trailer

Sophia, na Primeira Pessoa


Manuel Mozos, Documentário, 2019, Portugal, 56 min.

Recorrendo ao espólio pessoal da autora, a imagens actuais de locais onde viveu ou que lhe foram queridos e a imagens de arquivo de televisão e cinema; utilizando partes da sua prosa e da sua poesia sempre com testemunhos na primeira pessoa; do Porto a Lisboa, da Granja a Lagos, do mar Atlântico ao Mediterrâneo, da Grécia ao 25 de Abril: as paixões e decepções de uma vida e obra dedicadas à busca pelo real, a liberdade e a justiça.

Tema Literatura Portuguesa

Público-alvo 3.º Ciclo, Secundário, Universidade

Áreas Português; Literatura, processo criativo, poesia, narrativa

Assunto
O filme explora, de forma íntima e tocante, a sua relação com a Natureza, com a política, as histórias infantis, o prazer da escuta e da palavra, escrita e oral. Tal como o título sugere, o filme nunca recorre a depoimentos de terceiros, apenas à voz da própria escritora, o que é um desafio empolgante que torna o registo mais intimista.
Não queria fazer uma coisa definitiva, mas dar pistas, criar no público o interesse em descobrir mais sobre a poeta, a mulher, a pessoa de causas. O que fui lendo levou-me a perceber levou-me a perceber que esse lado solar de que tanto falam não corresponde à verdade, porque havia nela e naquilo que ela escrevia um lado de violência, de fantasmagoria, de pesadelo. Por muito cheia que fosse a sua vida há nela um lado sombrio, uma grande solidão que estão presentes nos seus poemas. Era uma pessoa muito contraditória e foram essas contradições que me interessou explorar.”
Manuel Mozos

Fotos
Trailer

UM OCEANO DE PLÁSTICO


Craig Leeson, Documentário, Hong Kong, 102 min

Um Oceano de Plástico documenta as consequências do nosso estilo de vida, baseado em plástico descartável, e testemunha a destruição que estamos a causar às aves marinhas, tartarugas, mamíferos marinhos e peixes. O filme apresenta também algumas tecnologias exequíveis e soluções inovadoras que todos – dos governos aos indivíduos – podem colocar em prática para voltarmos a ter um oceano limpo e mais sustentável.

Tema A poluição de plástico nos oceanos e os efeitos que isso causa em nós e no planeta

Público-alvo 2.º ciclo, 3.º ciclo, Secundário, Universidade, Professores, Pais

Áreas Cidadania, Ecologia, Estudo do Meio, Ciências Naturais

Assunto
Através deste documentário somos introduzidos à problemática da imensa quantidade de plástico existente actualmente nos oceanos e mares do planeta. Percebemos o que está na origem do problema, quais as consequências para a vida no mar e também as consequências que daí resultam para o ser humano. Finalmente, são-nos apresentadas algumas soluções viáveis e, principalmente, quais as alterações necessárias, do nosso comportamento, para reduzir o consumo de plástico

Fotos
Trailer
Testemunhos

Foi óptimo! Talvez um pouco complexo demais para o 2.º ciclo, mas mesmo assim, bom. Para o 3.º ciclo foi excelente. Tive alunos a chorar (e outros a dormir, mas faz parte). Tive mais de 400 alunos a ver o filme. Se dez por cento que seja mudar comportamentos, já será muito bom.

Nuno Magalhães – Agrupamento João da Rosa, Olhão
24 de Outubro 2019

Woman – Mulher


Anastasia Mikova e Yann Arthus-Bertrand, Documentário, França, 2019, 104’

O que significa ser Mulher?

Para dar resposta a esta pergunta, Anastasia Mikova e Yann Arthus-Bertrand entrevistaram 2000 mulheres, em 50 países, ao longo de 2 anos e meio. Desta viagem nasceu o documentário WOMAN que expõe o mundo através dos olhos destas mulheres.

Fracas, estúpidas, tagarelas, ciumentas, frívolas e histéricas, ou então delicadas, doces, devotas, modestas: todas estas coisas fazem alegadamente parte da “natureza” de uma mulher. Mas fazem mesmo?

Tema A mulher

Público-alvo 3.º Ciclo, Secundário, Universidade

Áreas Geografia, História, Cidadania, Ciências Naturais, Filosofia, Biologia, Estudos de Género e Estudos Feministas, entre muitas outras

Assunto
Quais são as fases que marcam uma mulher, dos tempos de criança até à velhice? Quais são os sonhos e as esperanças, bem como os maiores medos e traumas? O que é que ela espera da vida, da sociedade e dos homens? Qual é a relação com o seu corpo e com a sedução? Que papel ocupa a aparência e a beleza na sua vida? Como é que a maternidade muda a sua vida? O que é que sabemos sobre desejo feminino e porque é que algumas culturas o consideram assustador?

Trailer